Assuntos de Goiás TV

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Cabaré Brasil: Supremo já investiga 134 na Lava-Jato | @Reinaldo_Cruz – A Politica como profissao

Na primeira instância, apuração da força-tarefa foi além dos campos de petróleo e refinarias 
 Leia mais... Cabaré Brasil: Supremo já investiga 134 na Lava-Jato - Jornal O Globo

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Ampliada a renda máxima para estudantes concorrerem à bolsas do Fies

O presidente em exercício Michel Temer assinou, na tarde desta quinta-feira (16), no Palácio do Planalto, a autorização para a criação de mais 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

O investimento do Ministério da Educação (MEC), destinado para novos contratos no segundo semestre de 2016, soma R$ R$ 450 milhões. No evento, o presidente em exercício, Michel Temer, afirmou que a educação é prioridade para o governo. 

As novas vagas do Fies representam um aumento de mais de 50% dos contratos firmados no 1º semestre de 2016. Na gestão anterior, não havia previsão orçamentária para novos contratos no 2º semestre deste ano. 

Para os novos contratos haverá alteração da renda familiar mensal bruta per capita: de até 2,5 salários mínimos para até 3 salários mínimos, ampliando a participação de estudantes e adequando o perfil de renda ao utilizado nas demais políticas e programas de acesso à educação superior do MEC.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Governo quer reforma da Previdência ainda este ano e proporá mudanças na CLT, diz Padilha | @Reinaldo_Cruz | Blog by Goiânia



O governo ainda não tem, segundo o ministro, um proposta pronta de reforma trabalhista, mas essa será a prioridade depois de pronto o plano de reforma da Previdência, e a intenção é mexer na CLT. 

"Se a Constituição é mudada aqui da forma que muda, por que não pode mudar a CLT?", defendeu o ministro, em entrevista à Reuters, ressaltando que o governo pretende negociar com os trabalhadores e "construir alternativas". 

 Aprovada em 1943, a CLT estabeleceu a jornada de oito horas, a previsão de férias, salário mínimo, 13º salário, entre outras normas que regem até hoje os contratos de trabalho e, apesar de ter sido atualizada diversas vezes, nunca se mexeu nos direitos básicos. Padilha defende, no entanto, que há alternativas para se facilitar e diminuir custos da contratação de pessoal. 


 Fonte: Governo quer reforma da Previdência até o fim do ano e proporá mudanças na CLT, diz Padilha - Notícias - UOL Economia

Seguir por e-mail

Pesquisar este blog

Seguidores